Esporte
17/01/2014 -- 00h00

Prudentópolis, o time de dois técnicos

"Temos a menor estrutura, o time que vai gastar menos, estamos na menor cidade". O técnico, ou melhor, um dos técnicos do Prudentópolis Futebol Clube (que até 2012 era Serrano), o experiente Ivair Cenci, usou essa definição para justificar o grande objetivo da equipe para o Campeonato Paranaense de 2014: não voltar para a Divisão de Acesso em 2015. "Só temos uma grande meta que é permanecer na primeira divisão", resumiu ele.

Se não tem vantagem alguma em relação aos concorrentes, ao menos o Prudentópolis terá uma das grandes atrações neste início de campeonato. O time, que conquistou o acesso em 2013 ao terminar a Segundona como vice-campeão, terá dois técnicos. Cenci vai dividir a função com Joel Preisner, ex-jogador que comandou o clube no ano passado. "Só nisso que estamos à frente dos demais", brincou Cenci, que aposta mais uma vez no sucesso da parceria. "Já trabalhamos assim no Francisco Beltrão em 2012, onde fomos campeões da Terceirona, e no ano passado eu já vinha trabalhando junto também. Duas cabeças pensam melhor que uma, e é uma forma de manter o grupo focado o tempo todo".

O grupo de atletas tem vários nomes conhecidos do futebol paranaense, como os volantes Márcio e Doriva, os meias Edson Grilo e Irineu, e o atacante Tiago Henrique, campeão com o Paranavaí em 2007. Alvo de muitas reclamações na Segundona do ano passado por conta do gramado ruim, o estádio Newton Agibert vai ganhar iluminação para receber jogos à noite.

O primeiro a testar as condições do estádio será o Atlético, no jogo que abre o campeonato, amanhã, às 17 horas.

Rafael Souza
Reportagem Local
Outras notícias desta editoria
Comentários
Comente esta notícia
É necessário que você esteja logado, clique aqui para se cadastrar ou logar
 
PUBLICIDADE
Top Folha