Geral
18/12/2013 -- 00h00

El Kadri é o novo secretário de saúde

Coordenador do PAI assume o cargo após afastamento de Francisco Eugênio de Souza

Ricardo Chicarelli
Realizar um novo concurso para a contratação de mais de 400 servidores é um dos primeiros desafios de El Kadri
Londrina - O médico Mohamad El Kadri é o novo secretário de Saúde de Londrina. O anúncio foi feito no final da tarde de ontem pelo prefeito Alexandre Kireeff (PSD). Servidor público há 14 anos, o médico está à frente da coordenadoria do Pronto Atendimento Infantil (PAI) desde 2008, tendo acumulado a coordenação do Pronto Atendimento Municipal (PAM) no ano passado. El Kadri assume a secretaria após Francisco Eugênio de Souza ser oficialmente afastado do cargo na última sexta-feira, dia 13 de dezembro, e o cargo ter sido ocupado interinamente pelo servidor de carreira Eduardo Cristofoli Silva, diretor do Serviço de Vigilância e Emergência da autarquia.

Nem bem o secretário assumiu e já tem um grande desafio pela frente: a realização de um novo concurso para a contratação de mais de 400 servidores da saúde. O último foi cancelado em julho após denúncias de plágio de questões aplicadas anteriormente em Londrina e em outras cidades, e recomendação do Ministério Público (MP).

As falhas no processo de contratação causaram danos ao erário na ordem de R$ 400 mil. Diante disso, o MP ajuizou uma ação civil pública pedindo o bloqueio dos bens do ex-secretário de saúde e denunciando outros 14 servidores municipais por improbidade administrativa, o que culminou no afastamento de Souza.

Informações apuradas pela FOLHA apontaram que o Grupo Sarmento, de Campo Grande (MS), empresa que venceu a cotação para formular e aplicar o concurso público, teve dois concursos anulados após sua realização nos últimos anos sob acusação de fraudes. Sobre isso, El Kadri garantiu que há uma comissão da Prefeitura acompanhando os trabalhos da empresa contratada. "Nossos esforços estão voltados para que esse concurso dê certo. Se precisarmos de um plano B, temos pessoas capacitadas para isso", disse ele, sem confirmar a possibilidade de novas contratações em regime de emergência, já que o contrato de muitos funcionários temporários vencem em fevereiro de 2014.

Com relação a possíveis mudanças nas diretorias da secretaria e do atendimento nos postos de saúde, El Kadri limitou-se a dizer que vai "trabalhar com muita calma". "Existem muitas coisas que gostaria de fazer, mas não são tão simples; quero amadurecer antes de anunciar. Estender o horário de funcionamento dos postos e aumentar o número de atendimento seriam boas alternativas", resumiu. O prefeito, por sua vez, fez questão de frisar a experiência do novo secretário e a confiança nele que ingressa num "processo de reconstrução da secretaria". "Este ano tivemos 24% do orçamento investido na saúde. No próximo ano, a proposta é que seja de 30%. Esse incremento vai colaborar na oferta e melhoria da atenção básica e desafogar a urgência e emergência."

Marian Trigueiros Reportagem Local
Outras notícias desta editoria
Comentários
Comente esta notícia
É necessário que você esteja logado, clique aqui para se cadastrar ou logar
 
PUBLICIDADE