Cadernos Especiais
23/09/2012 -- 00h00

Hora de entrar em forma

O clima mais agradável da primavera é, para muitos, o período ideal para dar a largada ao ‘‘projeto verão’’

Anderson Coelho
A personal Daniele Zanatta orienta Daiane Souza em seu retorno ao jump, com o objetivo de perder alguns quilinhos
O inverno passou e levou junto a preguiça de muita gente, que escolhe a estação das flores para começar ou retomar a prática de exercícios. Perder peso, fortalecer os músculos ou manter uma forma bonita para o verão são motivos suficientes para incentivar o retorno às academias. Mas é preciso tomar alguns cuidados para não perder a motivação ou até prejudicar a saúde.

  A personal trainer Daniele Zanatta orienta, primeiro, uma avaliação médica. ‘‘Principalmente para quem está há mais de um ano sem praticar alguma atividade ou tem mais de 35 anos.’’

  Escolher uma atividade de seu gosto é um importante fator motivacional. Foi o que levou a técnica em enfermagem, Daiane de Moura Souza a optar pelo Jump, atividade que praticava no início do ano e havia deixado há quatro meses. ‘‘Para mim tem de ser alguma coisa agitada’’, justifica. E qualquer que seja a opção, o ideal é buscar a orientação de um profissional de educação física que indicará os treinos, após avaliar o aluno. Flexibilidade, condicionamento físico, gordura corporal são alguns dos itens a serem observados. Segundo Daniele, deve-se ainda analisar o objetivo da pessoa com o que ela realmente precisa.

  Organizar a rotina e definir os dias e horários do exercício também são medidas importantes, para que o praticante não desista logo nos primeiros treinos, além de garantir sua frequência na atividade. O horário pode ainda influenciar no desempenho da pessoa. ‘‘Quem não tem disposição para acordar muito cedo não irá render tão bem na atividade’’, exemplifica a personal trainer.

  Daniele ressalta que ter um objetivo traçado para o exercício é essencial, mas é preciso também uma dose de paciência, pois os resultados não surgem a curto prazo. ‘‘Os mais visíveis geralmente levam uns 3 meses.’’

  E não adianta acelerar o processo, aumentando o ritmo ou a carga de exercícios. O exagero pode trazer prejuízos, como dores, lesões ou problemas mais graves em pessoas que integram grupos de risco. ‘‘É preciso respeitar os limites do corpo com uma frequência baixa e ir aumentando aos poucos. O esporte orientado impõe limites’’, orienta Daniele.

Leia na integra as matérias do especial Bem Viver em conteúdo exclusivo para assinantes da FOLHA.

Cardápio sob medida - Corrigir os excessos do inverno e ficar ‘‘de bem’’ com a balança exige esforços, mas alguns alimentos funcionais podem auxiliar nesta tarefa

‘Projeto verão 2013’ -  A reeducação alimentar já está dando diferença na balança. Em um mês, Bruna eliminou quatro quilos.

Meditar faz bem à saúde - Prática ajuda a reduzir a ansiedade, combater a depressão, amenizar dores física e garantir boas noites de sono

Com que roupa eu vou?- Na hora de compor o look existem regras básicas que se aplicam a todas as situações e ambientes. Afinal, vestir-se bem é fundamental para deixar uma boa impressão

Beleza enaltecida - Das discretas às ousadas, diferentes tonalidades de maquiagem ganham espaço na estação das flores

Adeus ao suor - Toxina botulínica é arma no tratamento contra a hiperhidrose, produção excessiva de suor nas axilas, mãos, pés e face

João Fortes
Reportagem Local
Outras notícias desta editoria
Comentários
Comente esta notícia
É necessário que você esteja logado, clique aqui para se cadastrar ou logar
 
PUBLICIDADE
Top Folha