Esporte
20/08/2012 -- 00h00

Torneio reúne 'seleção de boleiros'

Competição organizada pelo Sesi é prestigiada por atletas com passagens por grandes clubes

Anderson Coelho
Jogadores mostraram que ainda têm muita ‘‘lenha para queimar’’
A final do torneio de futebol de sete da regional norte dos Jogos do Sesi, realizada ontem pela manhã na Palhano Sports, em Londrina, mais parecia um encontro de boleiros. Tinha jogador de futsal, ex-jogador com passagens por grandes clubes do Brasil e também quem ainda sonha com uma nova chance. Difícil foi achar alguém que nunca tinha se aventurado em alguma equipe profissional.

Campeão, o time da Molas Fama é uma verdadeira seleção de boleiros. Entre os principais destaques estão os laterais Daniel Marques e Alyson, que já jogaram, entre outros clubes, pelo Londrina, o ala-pivô Costelinha, jogador do Ivaiporã, da Série Prata do futsal paranaense; além dos veteranos Oscavo e Joãozinho Paulista, que já encerraram suas carreiras.

E o mais curioso é que eles não foram contratados apenas para disputar o torneio pelo time da empresa. Muito pelo contrário. Todos vestem a camisa da Molas Fama também no dia a dia, como colaboradores.

O experiente Daniel Marques, de 34 anos, que já vestiu a 2 de times como Londrina, Criciúma, Joinville, Adap/Galo, Cianorte e Roma de Apucarana, agora trabalha no setor de usinagem. Há oito meses sem clube, ele diz que ainda tem ''lenha para queimar'' e aguarda uma oportunidade para voltar ao futebol profissional. ''Até o final do ano se aparecer algo eu volto'', disse o jogador.

A situação de Alyson, também lateral-direito, é um pouco diferente. O agora ex-jogador foi obrigado a encerrar a carreira precocemente ano passado, aos 24 anos, por conta de uma luxação no ombro direito. Seu último clube foi o Foz do Iguaçu. ''Tive esse problema no ombro que me limitava até para cobrar laterais, aí resolvi parar, mas não tem como ficar longe da bola'', contou o camisa 10 do time de Apucarana, que trabalha no mesmo setor de Marques.

Aos 25 anos, Costelinha se divide entre o setor administrativo da empresa apucaranense e o Ivaiporã, time da Série Prata do Paranaense de futsal. ''Joguei ontem, ganhamos por 9 a 5 do Itaipulândia, eu fiz seis gols, e já estou aqui hoje. Nosso time só tem fera'', brincou o ala, artilheiro da segundona do estadual, com 18 gols.

Em campo, a experiência da boleirada fez a diferença. A Molas Fama terminou o primeiro tempo em desvantagem, perdendo por 4 a 3, mas reagiu na etapa final e venceu o bom time da Fucam, de Cambará, por 5 a 4. Com o resultado, a equipe, que também já faturou três brasileiros de veteranos e dois paranaenses, está garantida na fase estadual dos Jogos do Sesi, que será realizada em novembro, em Arapongas.

A Fase Regional Norte do XXVI Jogos do Sesi reuniu quase 600 atletas de 11 modalidades coletivas, colaboradores de 20 empresas da região. Os primeiros lugares participarão da etapa estadual, de 15 a 18 de novembro, em Arapongas: Bocha (Copel/Londrina); Bolão Masculino (Copel/Londrina); Vôlei de Praia Feminino (Correios/Londrina); Vôlei de Praia Masculino (Seara/Santo Antônio da Platina); Vôlei Masculino (Sandoz/Londrina); Vôlei Feminino (Hydronorth/Londrina); Futebol Sete Livre (Molas Fama/Apucarana); Futebol Sete Master (Correios/Apucarana); Futebol (Yazaki/Santo Antônio da Plantina); Futsal Feminino (Yazaki/Santo Antônio da Platina) e Futsal Masculino (Ondas Bonés/Apucarana).

Rafael Souza
Reportagem Local
Outras notícias desta editoria
Comentários
Comente esta notícia
É necessário que você esteja logado, clique aqui para se cadastrar ou logar
 
PUBLICIDADE
Top Folha