Esporte
23/09/2012 -- 00h00

Ronaldinho reencontra o Grêmio e Luxemburgo

Meia ficará frente a frente com time pelo qual revelado e com o qual teve problemas quando voltou ao Brasil

Belo Horizonte - Atlético Mineiro e Grêmio fazem um duelo decisivo hoje, às 18h30, no Estádio Independência, em Belo Horizonte. Para o time da casa, um triunfo pode significar a retomada da liderança da competição, hoje de posse do Fluminense. Para o Tricolor gaúcho, a vitória o colocará na vice-liderança do torneio, ultrapassando justamente o Galo. O Atlético-MG tem 51 pontos e um jogo a menos do que o Fluminense, que soma 53. Já o Grêmio tem 48 e é o terceiro.

Além da tabela de classificação, outro ingrediente apimenta o duelo: o reencontro de Ronaldinho Gaúcho com o Grêmio, time que o revelou e com quem teve problemas ao descartá-lo em detrimento do Flamengo, e com o técnico Vanderlei Luxemburgo, com quem teve atrito exatamente no time carioca.

No jogo do primeiro turno, o jogador foi vaiado e xingado pelos gremistas sempre que pegava na bola, e segundo ele, chegou a hora de dar o troco mostrando futebol para seguir na briga pelo título. "Agora entra todo tipo de ingrediente. É lembrar de tudo o que aconteceu e a gente vai com tudo para conquistar a vitória. A gente precisa da ajuda do torcedor. É um dos jogos mais difíceis do Brasileiro. Entra tudo de novo. Tudo vale motivação", afirmou.

Para esta decisão, o técnico Cuca faz mistério. A única certeza é a de que Jô está vetado pelo departamento médico e não retorna ao time. Os laterais Marcos Rocha e Junior Cesar estão fora por suspensão e a tendência é que deem lugar a Serginho e Richarlyson. Leonardo e Guilherme disputam a vaga de Jô no ataque.

"Jô está fazendo falta. Mas, por outro lado, também não. Leonardo tem entrado bem na equipe. Espero que, no domingo, o Leonardo esteja em uma tarde feliz", disse o zagueiro Réver, entregando a provável opção do treinador.

O Grêmio não trata a partida como final porque ainda existirão outras 12. No entanto, o lateral Pará entra com um espírito diferente. "Neste ponto, todos são jogos decisivos. São finais. Porque temos exemplos claros, Atlético-GO ganhou do Fluminense. Os confrontos diretos são decisões, vamos entrar como se fosse final de Copa do Mundo para conquistar o título do Brasileirão", garantiu o lateral.

Para tal, a estratégia está criada: jogar nos contra-ataques. Pará até utilizou a expressão ‘jogar como time pequeno’, cunhado no futebol para quando uma equipe se entrincheira na defesa e puxa ataques rápidos. A tática foi utilizada, inclusive, pelo Galo em Porto Alegre, e deu certo, já que o jogo terminou 1 a 0 para os mineiros. O técnico Vanderlei Luxemburgo terá força máxima para a partida.

EM BELO HORIZONTE

Atlético-MG
Victor, Serginho, Leonardo Silva, Réver e Richarlyson; Pierre, Leandro Donizete, Danilinho, Ronaldinho e Bernard; Leonardo.

Técnico: Cuca

Grêmio
Marcelo Grohe; Pará, Werley, Gilberto Silva e Anderson Pico; Fernando, Souza, Elano e Zé Roberto; Kleber e Marcelo Moreno.

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa/PR)
Estádio: Independência
Horário: 18h30

Das Agências
Outras notícias desta editoria
Comentários
Comente esta notícia
É necessário que você esteja logado, clique aqui para se cadastrar ou logar
 
PUBLICIDADE
Top Folha