Folha Gente
26/08/2012 -- 00h00

'Sexo não é como um tapinha nas costas'

O bom-humor e o jogo de cintura na hora de responder as mais indecorosas questões sexuais são sem sombra de dúvida um dos motivos que fizeram com que Laura Muller se tornasse a sexóloga mais requisitada e famosa do País.

Soma-se a isso uma formação e currículo de pesos. Na madrugada de todos os sábados, Laura é presença certa no programa ''Altas Horas'', de Serginho Groisman, na Rede Globo. Em seu quadro, ela responde as mais diversas e ''cabeludas'' dúvidas do público presente.

''É muito gostoso fazer esse programa. As perguntas que os jovens trazem são bem-humoradas, sem contar o clima que é muito divertido. Dá para fazer uma educação sexual de qualidade, em um clima superdivertido. Quem assiste acaba gostando também. E tudo isso ajuda a falar de sexo - que é um assunto tão tabu - de uma forma franca, esclarecedora e aberta'', destaca.

Formada em comunicação social, seus primeiros trabalhos foram no jornal Folha de S.Paulo e, em seguida, na Folha da Tarde. De lá seguiu para a revista Claudia, onde atuou como editora de sexo e comportamento.

Leia a reportagem completa de Elaine Souza em conteúdo exclusivo para assinantes da FOLHA.

Redação FolhaWeb
Outras notícias desta editoria
Comentários
Comente esta notícia
É necessário que você esteja logado, clique aqui para se cadastrar ou logar
 
PUBLICIDADE
Top Folha