Folha 2
04/05/2012 -- 00h00

Na mira da sofisticação

Record investe em parcerias para lançar o seriado policial ''Fora de Controle''

Luiza Dantas/Carta Z
Produção policial estreia no próximo dia 8 com quatro episódios, sempre exibidos nas noites de terça, às 23h15
De olho em uma fatia mais exigente do público da teledramaturgia, a Record aposta em uma estética requintada com o seriado ''Fora de Controle''. A produção policial, uma parceria da emissora com as produtoras Gullane e Grifa e co-produzida pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), estreia no próximo dia 8 com quatro episódios, sempre exibidos nas noites de terça, às 23h15.

O seriado é assinado por Marcílio Moraes, especialista em teledramaturgia policial, com colaboração de Gustavo Reiz. Marcílio - que também assinou o seriado ''A Lei e o Crime'' na emissora -, criou histórias que se desenrolam a partir de um crime e são solucionadas no mesmo episódio.

Para protagonizar a produção de ação, Milhem Cortaz vive o culto e violento delegado Medeiros. Frustrado com a parca infraestrutura da polícia brasileira, ele decide fazer suas próprias leis. Ao seu lado, a investigadora Clarice, de Rafaella Mandelli, um ex-affair do delegado, se destaca pela eficiência na solução dos crimes.

Para completar a equipe, Claudio Gabriel interpreta um tosco inspetor falastrão e pouco confiável. ''Estou feliz em fazer uma produção independente que também abrange o público mais exigente. Este é um produto bem diferenciado. Já tenho várias outras histórias na manga. Só falta a emissora dar sinal verde para fazer as próximas temporadas'', avisa Marcílio.

Com um formato próximo ao do cinema, planos mais rebuscados, textura e luz bem-cuidados pelo diretor de fotografia Pierre de Kerchove, as locações também surpreendem. A produção tem como cenário os mais diversos enquadramentos do Rio, sob a direção do premiado Johnny Araújo e de Daniel Rezende - reconhecido como um dos melhores montadores do cinema brasileiro. ''Esta é nossa primeira parceria. Pegamos o gênero policial e o tornamos crível no cenário brasileiro sem imitar as séries de fora'', afirma Johnny.

O seriado, uma espécie de ''Tropa de Elite'' mais refinada, mostra as contradições da alta classe carioca com as favelas da cidade e promete ter o estilo mais clássico dos seriados policiais, mostrando o passo-a-passo das investigações para ter a cumplicidade do público. Mesmo diante de incessantes tiroteios e violência, a história também se resvala em alguns momentos mais românticos entre os personagens de Rafaella Mandelli e Milhem Cortaz, que vivem constantemente em um clima tenso de reaproximação. ''Eles não têm uma relação clichê, mas são atraídos'', explica Rafaella.

Para Milhem, a interação entre os três atores e a convivência por dois meses antes de começarem as gravações foi primordial para que a intimidade ficasse verossímil nos episódios. ''A cada cena, temos o cuidado de mostrar que lidamos com a criminalidade da forma mais banal possível. Me entreguei a esse trabalho de corpo e alma. É o papel mais importante da minha carreira'', valoriza Milhem.

''Esse produto tem uma estrutura complexa, mas é fácil de entender. Pode ser comparado a qualquer seriado americano exibido no Brasil'', promete Hiran Silveira, diretor de teledramaturgia da Record.

Mariana Trigo

TV Press
Outras notícias desta editoria
Comentários
Comente esta notícia
É necessário que você esteja logado, clique aqui para se cadastrar ou logar
 
PUBLICIDADE