Esporte
05/10/2012 -- 00h00

César Sampaio iniciou negociação com Alex

De saída do Fenerbahçe, meia pode ser a principal contratação do Alviverde para a próxima temporada

AFP Photo/Yasuyoshi Chiba
Com dores, Valdivia (esquerda) vem jogando no sacrifício
São Paulo - O gerente de futebol César Sampaio revelou nesta quinta-feira que o Palmeiras já abriu negociação com o meia Alex. O dirigente afirmou que teve uma conversa com o jogador, seu ex-companheiro de time no próprio Palmeiras, assim que o meia deixou o Fenerbahçe, nesta semana.

"Falei com ele. Não formalizamos proposta, mas oficializamos o interesse. Ele já conhece o clube, tem uma identificação enorme e já sabe o quanto o queremos, tanto o clube quanto a torcida", revelou Sampaio, que evitou criar expectativas sobre a chegada do reforço. "Como profissional, ele disse que precisa primeiro resolver questões da parte burocrática e familiar. Ele disse que ficou lisonjeado com o interesse do Palmeiras, mas não sinalizou com nada ainda", declarou.

Sampaio, contudo, indicou uma possível acerto para 2013, quando o time voltará a disputar a Copa Libertadores. "A negociação com o Alex já é um início do projeto 2013. É algo importante, que vai agregar muito, e por isso estamos tratando esse assunto com muito carinho, mesmo tendo consciência que o objetivo é continuar buscando a recuperação no Campeonato Brasileiro".

O gerente acredita que seu relacionamento com Alex e a proximidade do jogador com o técnico Gilson Kleina podem facilitar a negociação. Alex jogou junto com Sampaio na conquista da Libertadores de 1999 e tem em Kleina um dos seus padrinhos de casamento.

"Não é o ponto crucial, mas pode interferir, sim. É um ambiente onde ele tem identificação, tem afinidade com os membros da parte diretiva, administrativa e esportiva. São pontos positivos, mas a vinda dele depende de uma somatória de fatores. A gente está bem esperançoso e quero muito que ele venha jogar aqui e que o Palmeiras tenha êxito nesta contratação", declarou Sampaio.

Árbitro

A diretoria do Palmeiras protocolou ontem pedido formal para que a CBF troque a arbitragem do clássico com o São Paulo, a ser disputado neste sábado, no Morumbi. O Palmeiras quer a substituição do árbitro Paulo César de Oliveira.

Em ofício dirigido à Comissão de Arbitragem, o clube lista os supostos erros do juiz em partidas do Palmeiras em diferentes campeonatos. Segundo a diretoria jurídica, Paulo César marcou 11 pênaltis contra o time e expulsou 17 jogadores palmeirenses em 29 jogos nos últimos nove anos.

"Não achamos o Paulo César mal intencionado, mas é um acinte ao bom senso a escolha dele mediante os erros cometidos contra o Palmeiras há mais de uma década", afirmou o diretor jurídico Piraci de Oliveira. "É provado que o Paulo César possui um histórico infeliz contra o Palmeiras. Faltou bom senso nessa escolha", reforçou o vice-presidente de futebol, Roberto Frizzo.

Agência Estado
Outras notícias desta editoria
Comentários
Comente esta notícia
É necessário que você esteja logado, clique aqui para se cadastrar ou logar
 
PUBLICIDADE
Top Folha