Cidades
07/03/2013 -- 00h00

Corpo de Bombeiros forma 474 soldados

Cerimônias foram realizadas em todos os grupamentos do Paraná; em Londrina se formaram 32 soldados militares

Fotos: Saulo Ohara
Batismo da turma de Londrina aconteceu ontem de manhã
Soldado Ulysses Borotta de Campos: seguindo os passos do irmão
Foi em um clima de muita alegria e emoção que 32 soldados e seus familiares participaram ontem da solenidade de formatura do 3º Grupamento de Bombeiros, em Londrina. Com o ingresso desses novos soldados, a corporação londrinense conta agora com 157 profissionais, já que os outros 27 soldados devem ser destinados a atuarem em municípios da região, como Cambé, Rolândia, Cornélio Procópio, Jacarezinho e Arapongas. Em todo o Paraná, 474 bombeiros se formaram ontem.

O curso de formação teve duração de 9 meses e carga de 1,7 mil horas, com aulas de primeiros socorros, busca, resgate e salvamento, ética profissional, entre outros. Para o instrutor do curso, o 2º tenente do Corpo de Bombeiros, Magno Vinícius Fernandes Gonçalves, é durante este período que os alunos passam a entender a importância da dedicação incessante ao salvamento de vidas, da disciplina, do respeito a seus colegas, superiores e, posteriormente, subordinados. "Tudo isso irá nortear o trabalho deles", afirmou.

Visivelmente emocionado pela conclusão do curso, o soldado Ulysses Borotta de Campos, de Cornélio Procópio (Norte), destacou que a formatura representa uma de suas maiores conquistas. Ele contou que o interesse pela profissão surgiu há cerca de três anos, quando teve a oportunidade de acompanhar um pouco a rotina do irmão que também é bombeiro. "Passei a acompanhar o trabalho do meu irmão e me apaixonei por isso", revelou. "Meu objetivo é realizar o trabalho da melhor forma possível, atendendo sempre a comunidade."

"Para mim, essa formatura representa uma vitória, porque concluir o curso já não é algo fácil, finalizá-lo com o melhor desempenho então, não tem o que define", destacou o soldado Helton Ferreira Costa, de Uraí (Norte Pioneiro), primeiro colocado no curso de formação.

Segundo o comandante do 3º grupamento, tenente-coronel Roberto Enéquio de Souza, mesmo com a formação dos soldados, a falta de efetivo na cidade é um problema que interfere diretamente na qualidade do serviço, mesmo com todo o esforço da equipe. Ele afirmou que, somente em Londrina, o governo precisaria autorizar a contratação de mais 30 bombeiros.

O governo estadual não contratava bombeiros há seis anos, de acordo com o comandante da corporação, coronel Luiz Henrique Pombo do Nascimento Richa. Ele disse que a formatura é um primeiro passo no projeto de reestruturação de pessoal da corporação, proposta pelo governador Beto Richa.

De acordo com o coronel, a corporação conta com 3,6 mil profissionais em todo o Estado e a meta é chegar a 4.250 integrantes até meados do ano que vem. "Serão incorporados à tropa outros 819 integrantes selecionados no concurso público realizado em fevereiro", destacou . (Com informações da Agência Estadual de Notícias)

Fernanda Carreira
Reportagem Local
Outras notícias desta editoria
Comentários
Comente esta notícia
É necessário que você esteja logado, clique aqui para se cadastrar ou logar
 
PUBLICIDADE